17 maio, 2010

Limão - Potente “agente anti-ácido” da natureza


Nome botânico: Citrus limonum.
Principais componentes químicos:
Monoterpenes - 70-90%
Inibidores do acumulo de toxinas, expulsa toxinas do fígado e dos rins. Agentes limpadores e solventes naturais. Em geral, tem efeito estimulante e elevante.
d-limonene, 55-75% (anticancerígeno, bactericida, fungicida, anti-séptico (5 x mais que o fenol), é altamente virótico (verruga).  α e b pinene, 15-30% (anti-séptico, bactericida, fungicida e expectorante).
Aldeídos 4-12%
Virótico, (antiinflamatório, antiespasmódico, hipotensivo, tônico para os nervos; calmante, relaxante e sedativo). Em dose baixa  tem efeito sedativo e antiespasmódico.
Álcool, 2-5%
Energizante, estimulante, tônico, bactericida, virótico, anti-séptico. Eleva a energia e a motivação intelectual.
Ésteres 2-5%
Equilibrador e calmante emocional; fungicida. Seu aroma frutado acalma, relaxa e refresca emoções descontroladas.

 Uso tradicional: foi trazido para a Europa pelos árabes, provavelmente no Séc. XIII, com entrada pela Espanha e Sicília. Muito usado terapeuticamente, nas medicinas indianas (Ayuerveda) e Unani (sistema greco-árabe de medicina, estabelecida por Hipócrates em 450 a.C. na ilha de Kos).
O sistema Unani categorizava as pessoas dentro de quatro tipos constitucionais: Sanguíneo, Fleumático, Colérico e Melancólico. O diagnóstico se dava através da leitura dos pulsos, detalhado questionário das condições do paciente, do exame das fezes e da urina; uma vez diagnosticado o desequilíbrio do corpo, a correção era feita através de alterações na dieta alimentar, exercícios, e terapia física, como massagem, ventosas e sauna, assim como por meio de medicamentos originados das ervas e produtos da natureza.
Em muitas partes da Europa, especialmente na Espanha, o Limão é considerado um 'cura - tudo', especialmente para febre, infecção e escorbuto (ausência de vitamina C).
No Séc. XVIII o Limão ajudou a Marinha Britânica a combater e a se livrar do escorbuto.
Pioneiros aromaterapeutas franceses tais como: Gattefossé e Valnet, que o usavam para tratar tuberculose e outras sérias doenças infecciosas, estimavam muito a utilização do Limão. De acordo com Jean Valnet, vaporizar o óleo de Limão no ambiente pode eliminar a bactéria de Meningococcus em 15 minutos, bacilo do tifo em apenas uma hora, Staphylococcus aureus em duas horas e a bactéria do Pneumococcus dentro de três horas.

Propriedades: antiviral, antibactericida, anti-séptico, imunoestimulante, eleva a produção de células brancas - leucócitos, hemostático (estanca sangramento), purificador (sangue e linfas), antiesclerose (previne o endurecimento dos tecidos devido à inflamação crônica), sudorífero (promove sudoração, estimula a circulação no tecido cutâneo), febrífugo (reduz a febre), poderoso hipotensivo (redutor de pressão sanguínea), carminativo (promove alívio à flatulência), adstringente (inibe o acúmulo de fluidos), diurético, desintoxicante, anti-ácido e tônico; estimulante do pâncreas; estimulante sanguíneo venal.

                     Potente “agente anti-ácido” da natureza
Acidose: Condição onde o pH do trato intestinal, dos tecidos do corpo e do sangue ser tornam excessivamente ácidos.
Condição em que o corpo perde sua reserva de alcalinidade, ficando suscetível e exposto a ataques de vírus, bactérias e fungos (gripes, doenças pulmonares, cistites, verrugas, candidiase e herpes).
O corpo fica também propenso a gerar doenças degenerativas tais como: diabetes, câncer, AIDS, arterioscleroses, artrites, osteoporose e fadiga crônica.
Todas as doenças acima citada encontram terreno fértil em solo ácido, principalmente o câncer e cândida, doenças que necessitam de condições ácidas para proliferarem e causarem danos irreparáveis ao organismo.
“A maior parte das pessoas acometidas de câncer apresentam um pH no tecido de 4,5. Esse ambiente é pobre em oxigênio e muito propício para instalação de câncer. Dr. Otto Warburg da Alemanha duas vezes laureado, ganhou o seu primeiro Prêmio Nobel pela descoberta de que o câncer se desenvolve em ambiente de menor quantidade de oxigênio e esse ambiente é criado quando o pH é baixo.”

Sintomas associados a acidose:
Suspiro freqüente, insônia, retenção de liquido, ressecamento dos olhos, artrite reumatóides, enxaqueca, pressão sanguínea baixa anormal, alternância entre constipação e diarréia.


Possíveis causas da acidose:
pode incluir dieta alimentar pobre ou imprópria, desordens renal, adrenal e hepática, distúrbios emocionais, febre, excesso de vitamina C e uso excessivo de aspirina.

Promovedores de acidez:
Carne vermelha (suína principalmente), produtos de laticínio, pão de trigo ou centeio (branco), café, chá, vinho, cerveja, cidra, molho de soja, batatas frita, cereais, frios e açúcar em geral.

Neutralizador da acidez: 
Limão - o ácido cítrico encontrado no limão é neutralizado durante a digestão, transformando em carbonetos e bicarbonatos de potássio e cálcio, com isto, neutralizando estados doentios de acidez. O uso do óleo essencial do limão com freqüência ajuda a promover a manutenção da alcalinidade sistêmica. O limão atua nos distúrbios ácidos do estomago, promovendo a eliminação de bactérias e cicatrizando a mucosa lesada.
Vinagre de maçã também é bem indicado para contribuir com a alcalinidade do corpo, basta uma colher de sobremesa diluido em meio copo de agua, ingerido  pela manhã em jejum.


Redutores da acidose:
Oxigênio reduz a acidez do sangue, todos os óleos contêm oxigênio. Grãos escuros, vegetais amarelos, legumes, sementes, castanhas, frutas que contêm baixa quantidade de açúcar como abacate e limão. Garantir que se esta ingerindo 80% de alimentos alcalinos e beber água suficiente.

O óleo essencial de limão aplicado para os cuidados do sistema linfático – o oceano da vida - promove limpeza e proteção para o corpo.
Quando o sistema linfático não funciona adequadamente, ocorre o processo chamado "congestão", condição denominada estagnação linfática.
Este sistema está conectado a todos os sistemas e funções do corpo, o fluido linfático é viscoso, assim como o mel e é transportado através de vasos especiais e para os nódulos linfáticos, onde filtra e remove os patogêneses através de células imunológicas especiais. Estes vasos linfáticos interconectam-se com os capilares sanguíneos, carregam nutrientes e removem detritos e toxinas.

O óleo essencial do limão aplicado nos cuidados do fígado - órgão responsável pelo processo de desintoxicação, neutralização e eliminação de uma grande quantidade de toxinas -
Quando fígado e sistema linfático não funcionam de acordo, e perdem sua capacidade de lidar com o excesso de toxinas, o fígado, então, trabalha para promover o desvio destas toxinas e redirecioná-las para outras direções, para que sejam eliminadas do corpo.




Elas podem verter-se tanto para as membranas mucosas, quanto para outras saídas de emergência. Este processo, segundo Salvatore Battaglia é denominado como "verter em outra direção", e é mais conhecido como, o processo dos "itis".


 Estes são traduzidos por doenças como: bursites, sinusites, renites, bronquites, alveolites, rinofaringites; conjuntivites, blefarites; laringites, amidalites, estomatites; nefrites, cistites; vaginites, vulvites, endometrites, cervicites; enterites, colites, apendicites; dermatites.




A maioria dos óleos essenciais são de alguma forma purificadores , desintoxicantes e modificadores da estrutura interna.
O uso freqüente do óleo essencial de limão estimula os tecidos do corpo a passar por um processo de limpeza adequada e a melhorar sua habilidade funcional dos canais de eliminação do corpo (rins, pulmões, intestinos e pele).
O óleo de limão alem de atuar como purificador hepático, linfático e dos órgãos excretores, ele também age como estimulante para o processo da fagocitose - habilidade das células brancas em devorar, engolir e limpar os germes, toxinas e detritos do corpo.
O limão produz um poderoso óleo essencial, o qual é classificado como um dos grandes agentes depurativos e purificadores do sangue, é considerado uma verdadeira substancia modificadora das funções dos órgãos de eliminação.
Atua como um excelente apoiador para a manutenção de limpeza e o bom funcionamento do corpo.

Nível emocional: Harmonizador emocional, estabiliza e equilibra reações extremadas, causadas pela falta de controle emocional. Sua ação estabilizadora ocorre pelo fato de que tem profunda ação desintoxicante e refrescante no fígado, órgão armazenador da corrosiva emoção da raiva.
Seres que vivem em harmonia interna, lidam melhor com as adversidades da vida, superam melhor e mais rapidamente os acontecimentos, que podem causar distúrbios e tirar a paz interior.
O óleo de limão é conhecido por sua   extrema eficiência  para socorrer mentes "atoladas" por compromissos, encargos, prazos, responsabilidades, tomada de decisões e obstáculos a serem vencidos. Acalma, refresca e dispersa confusão e dúvidas. Libera preocupação conferindo novos insights e promovendo visão clara para a busca de soluções construtivas para uma melhor qualidade de vida, confere paz interior.

   O ação do limão na psicoaromaterapia, segundo Jennifer Jefferies:

O Limão alivia surtos de emoções irracionais. Quando nos sentirmos fora do caminho, com sensações de irracionalidade, o Limão limpa e clareia a funcionalidade mental, proporcionando habilidade na concentração e foco nas atividades a serem conduzidas.
Promove o resgate do poder da mente e liberta as dúvidas - é apropriado evitarmos situações de enredamento nos afazeres da vida - o ambiente interior precisa estar funcionalmente sereno, de forma a poder responder aos chamados da vida de maneira racional, para alcançarmos resultados mais positivos e inteligentes na vida.



 Em um experimento feito em uma universidade do Japão, onde foi usado o óleo essencial de limão em forma de spray, foi comprovado a redução surpreendente de até 54% em pequenos erros comumente cometidos por muitas pessoas em seu ambiente de trabalho, onde concentração e foco são quesitos fundamentais para uma boa performance.





O limão atua como organizador dos hemisférios esquerdo e direito, conferindo equilíbrio, foco, assertividade e criatividade para  atividades do dia a dia.




Fone 19-3231-1394
Campinas - SP

Imagens: Arquivo pessoal.
Spiritual Bioenergetics of Homeopathic Materia Medica Volume II by Dr. Yubraj Sharma e net.
Texto: Apostila do Curso Básico de Aromaterapia – Vera O´Neill
Literatura: The Complete Guide to Aromatherapy. Salvatore Battaglia.
Aromatherapy Insight Cards – Jennifer Jefferies.




2 comentários:

Lavanda Lover's disse...

Aproveitando para estudar!Vendo sua pg, com se estivesse escutando sua voz.Foi mto bom ter tido a oportunidade de ter feito o curso com vc.
um abraço querido

Elo Marcondes

Jorge Ramiro disse...

Eu gosto de comer muito, mas às vezes eu sinto que meu estômago está cheio e eu continuo comendo. Como por prazer, não só pela fome. Eu amo a comida, principalmente a carne. O sabor da carne e comer me faz muito feliz. Eu foi a todos os restaurantes em higienópolis. Comi em todos os restaurantes que existem na minha cidade. Todos os proprietários do restaurantes me conhecem. Às vezes eu acho que eu deveria comer alimentos mais saudáveis.