03 janeiro, 2011

Pequeno histórico sobre os lugares onde Dr. Bach encontrou as 38 plantas que compõe os remédios florais e onde se encontra o verdadeiro potencial terapêutico destas plantas.


Dr.Edward Bach - médico, cientista e criador do sistema Terapia Floral de Bach.
1886 - 1936

Mapa da Inglaterra sinalizando  os lugares onde Dr. Bach encontrou as 38  plantas de incrível  poder vibracional de  cura. 

Em 1928, em Gales,  ele encontrou as três primeiras flores - Mimulus, Clematis e Impatiens; em 1930 mudou-se para Gales em um pequeno vilarejo próximo a Bettws-y-coed para continuar a busca por novas plantas, lá escreveu o livro "Cura-te-a-ti-mesmo".

Ainda em 1930 foi a Cromer (agosto) e nesta cidade na costa do mar do norte encontrou mais seis flores a começar pelo Agrimony, Centaury, Chicory, Cerato, e Vervain, e em Setembro encontrou o Scleranthus.

Em Junho de 1931, em Lewes, uma linda cidadezinha próxima ao Canal Inglês, ele encontrou o Water Violet e em Julho, proximo a Westerham em Kent encontrou o Gentian, neste estágio de sua busca, ele já contava com onze plantas das doze que completariam seus "doze curadores".

Em 1932, ao retornar a Westerham, onde havia encontrado o Gentian no ano anterior, ele encontrou o Rock rose, então, ele os chamou de "os doze curadores".
Em 1935 nos meses de Fevereiro e Março dá-se início a  um novo ciclo  no preparo de seus remédios, estes passam a ser preparados pelo método de fervura (boiling), estes são: Cherry plum, Aspen, Chestnut bud, Larch, Beech, Hornebean, o  Sweet chestnut planta encontrada no mês de Maio deste ano, foi o único deste grupo a ser preparado pelo método solar, assim como foram as primeiras plantas.  



Os desejos de Dr. Bach a respeito de suas descobertas sobre as  plantas curativas  foram muito claros segundo Nora Weeks:

1960 Junho - Newsletter Bach Centre - 
"O Dr. Bach acreditava que todo o conhecimento, o qual beneficiaria a humanidade deve ser dado livremente, de modo que ele PUBLICOU todos os detalhes de suas descobertas o nome e a descrição de cada flor por ele utilizadas, o método de preparação e como prescrever o remédio, para que todos pudessem encontrar, preparar e utilizar com segurança. Ele escreveu isto de forma simples e em poucas palavras".


Ele tinha plena convicção de que todos que pudessem ter acesso aos seus remédios herbais seriam beneficiados de forma muito positiva, e para tanto, não guardou segredo e nem tampouco solicitou aos seus colaboradores que o fizessem. Sendo assim Nora Weeks e Victor Bullen seus seguidores, amigos e curadores do Bach Centre após sua morte escreveram um livro sobre isto.


Em 1964, Nora e Victor Bullen publicam o livro, 
"The Bach Flower Remedies: Illustrations and Preparations". (Os Remédios Florais: Ilustrações e o Preparo). A introdução deste  livro editado em  1964  começa com a seguinte  frase:  "O propósito deste livro é dar em detalhe os dois métodos de preparação dos Remédios de Bach para aqueles que desejam fazê-lo."



1990 - este mesmo  livro  "The Bach Flower Remedies - Ilustrations and Preparations" foi republicado em uma nova edição.  Uma  série de mudanças foram feitas, tanto no texto quanto nas ilustrações, as quais as plantas eram  desenhos e estes foram substituídos por fotografias. 

A frase introdutória nesta edição sofrera alterações e diz: 
"O propósito deste livro é descrever os dois métodos utilizados na preparação dos Remédios de Bach".


Dr.Bach foi um cientista de grande sensibilidade e poder intuitivo magnífico, a cada planta que ele entrava em contato e sentia que podia ser uma planta de poder curativo, ele colhia amostra desta planta e a enviava para especialistas do Jardim Botânico Kew Garden em Sussex, para que estes profissionais   pudessem avaliar a planta e suas propriedades. 

Ele tinha certeza em seu coração de que as plantas por ele encontradas tinham um imenso poder inato de cura, que elas eram providas de grande poder terapêutico e que com certeza ajudariam e muito a tratar o sofrimento mental, emocional e da alma dos seres humanos, e nisto estava completamente correto, seus remédios florais são excepcionais por natureza, Deus proveu estas plantas com admirável poder de cura e ele, assim como seus  sucessores sabiam e também  tinham absoluta certeza disto.    

Nora Weeks escreveu sobre esta questão:
Junho de 1952 - Newsletter do Bach Centre: "Algumas pessoas ainda estão inclinados a pensar que só as tinturas preparadas pelo próprio Dr. Bach são eficazes, e que, ele concedeu algum tipo de magnetismo ou poder pessoal de cura para as essências. Isto não é assim, e para provar isso, ele deixava a preparação de algumas das tinturas para seus auxiliares, e elas eram usadas por eles com os mesmos bons resultados. 
O poder curativo de cada remédio não é afetado por aqueles que prepara a tintura ou que prescreve e prepara o medicamento". 

Fica claro, com isto, a determinação de que os florais ou os remédios, assim como ele se referia, devem ser preparados com as plantas por ele catalogadas - não importando o local onde elas sejam encontradas, ou quem as prepare, pois como Dr. Bach mesmo disse, não era a sua energia pessoal que as tornava curativas, mas sim a energia potente de cura já existente em cada uma das plantas por ele utilizadas, as quais - quando preparadas pelos métodos por ele estabelecido - deixavam suas propriedades terapêuticas inseridas na água, elemento este já comprovado como eficiente catalisador para captar a memória molecular das plantas, tornando-se dessa forma, água potencializada pelo poder curativo da planta utilizada - assim também esclareceu o representante do Bach Centre na Inglaterra, - em outras palavras, todos querem dizer a mesma coisa:  O poder curativo de cada remédio não é afetado por aquele que prepara a tintura ou que prescreve e compõe o medicamento.
A foto acima  mostra a planta Centaury - Centaurium erythraea sendo preparada para ser exposta ao método solar e  extraida a tintura mãe do Centaury.  A planta aqui vista não é proveniente do Bach Centre, foi trazida de algum lugar distante por estas duas pessoas, as quais são encarregadas de encontrar e colher plantas do sistema Bach para o preparo da tintura mãe da marca Nelsons.  Aqui pode se ver que a materia prima foi trazida em sacolas plásticas, colocadas em um potinho plastico para sua conservação, enquanto é preparada para a extração da tintura mãe,  e, também pode se observar que está sendo utilizado água mineral engarrafada e vendida em  supermercado para o preparo da tintura mãe.

Será que esta forma de tratar a planta pode causar  alguma alteração na propriedade terapêutica do floral? Será que estas duas pessoas que estão a preparar a tintura mãe estão transmitindo a planta algum tipo de energia que possa alterar o poder vibracional de cura desta planta? Estas questões nos levam a refletir sobre  onde realmente se encontra o verdadeiro  poder de cura das flores de Dr. Bach.  Se, na planta, material vegetal orgânica, ou nas mãos de quem as manipula. 

A tintura mãe aqui  sendo preparada  pelo método solar é o Heather- Calluna vulgaris. Este floral está sendo  produzido pela empresa  Ainsworths,  o qual, assim como o produtor acima citado, também segue exatamente as orientações de preparo deixados por Dr. Bach, e, eles sabem que o poder de cura das flores de Dr. Bach não está nas mãos de quem os prepara, mas sim, na própria planta, a qual é incorruptível a ação, ou energia  do homem, assim fosse, não seria uma substância terapêutica.

Aqui  uma    imagem de outra   empresa produtora dos florais de Bach na Inglaterra, esta mostra a busca pelo  reconhecimento das plantas, assegurando que a planta correta foi colhida para se preparar  a tintura mãe dos florais de Bach. 
Tintura mãe do Vine sendo preparada. Será que a pessoa que esta apoiando a cuba de cristal com a planta  tem poderes mágicos para transmitir  qualidade curativas ao floral? A resposta é muito simples - não, a planta é curadora por natureza, assim ela foi desenvolvida pelo poder maior Deus.


Esta postagem tem como objetivo ajudar no esclarecimento sobre onde esta o verdadeiro poder de cura das plantas que Dr.Bach selecionou e preparou seus remédios florais. Não há como ter dúvidas sobre o poder vibracional genuíno de cura destas plantas. Todo estudante, educador, practitioner e usuário da terapia floral deve ter isto claro em sua mente, não é a ação ou a energia de quem prepara os florais de Bach que os torna curativos, mas sim, o poder de cura já existente na planta. 

Com certeza existem educadores que ainda tentam convencer as pessoas de que  a "marca" que elas representam é melhor, é original ou   contém mais energia do que os  outros, isto definitivamente  não procede,  esta é realmente uma informação  inconsistente e infrutífera. 

Os florais de Bach não são como a  Coca Cola, que pode ser chamada de formula original, em comparação com a  Pepsi  pois, como todos nós sabemos,  a formula da Coca Cola é guardada a sete chaves por seu produtor, já os florais de Bach, todas as informações e forma de preparo foram deixadas por seu criador a  disposição de quem quisesse prepará-los, por este motivo, hoje existem uma infinidades de produtores na Europa, alem da Inglaterra a  França, Espanha e Itália também produzem os florais de Bach, os quais, sem sombra de dúvidas têm   o mesmo poder de cura dos produzidos na Inglaterra. 

Portanto, sugiro que o leitor e usuário da terapia floral de Bach possa abrir suas mentes  e seus corações e deixar para trás a idéia de que a energia do floral de Bach possa ser afetada pelas mãos de quem as prepara e ou  também pelos  lugares  onde estas plantas são colhidas.
A luz do conhecimento trás clareza para que o entendimento ocorra e a cegueira da ignorância  possa ser curada. 
Pensem nisto...

Texto: Vera O´Neill
Fotos: Arquivo pessoal
Para ver mais sobre os passos de Dr Bach
http://www.bachessenceproducers.com/footsteps.htm
http://www.creaturecomforters.co.uk/bach-flower-remedies.htm
http://www.edwardbach.org/Research/timeline.asp
http://www.edwardbach.org/Research/timelineBC.asp

2 comentários:

Claudiaroma disse...

Excelente postagem...abrs Cláudia
http://claudiaroma.blogspot.com

vera_oneill@novafloressencia.com.br disse...

Bom dia Claudia,
Obrigada pela postagem recente.
Feliz Ano Novo de muita saúde e prosperidade.
Abraço.
Vera