10 fevereiro, 2010

Grapefruit - O membro mais jovem da família dos cítricos.

                                            Citrus paradisi.



Influência do aroma: liberdade, frescor, leveza, movimento, sentimento de autovalorização e alegria genuína de viver a vida, com mais descontração e maior encantamento.






Nome botânico: Citrus paradisi.
Híbrido entre Citrus maxima e Citrus sinensis.
Sinônimos: Citrus racemosa, C. máxima, C. Grandis, Citrus decumana e fruta de Shaddock.
Família botânica: Rutácea – família que promove libertação das amarras.

Origem: Ásia tropical - existe uma possibilidade de que esta planta híbrida, da família dos cítricos, tenha sido desenvolvida e criada no oeste da Índia. Cresce em abundância na Califórnia, Florida, Israel, Chipre e Brasil; também é produzido na região do Mediterrâneo.

Características da planta: árvore sempre verde, que pode crescer até 10 metros de altura; folhas ovaladas bem lustrosas; frutos grandes na cor amarela formam-se em pequenos grupos - por esta razão, acredita-se que foi denominada grapefruit, pois os frutos crescem juntos, como se fossem grandes cachos de uvas. Divide qualidades excepcionais com outros cítricos.

Características do óleo: líquido muito leve pode apresentar-se na cor amarela ou um tanto quanto esverdeada; aroma muito fresco, de pura característica cítrica, com grande refinamento e doçura.

Características energéticas: refrescante e seco atua limpando e dissipando a congestão do corpo através de sua ação estimulante sanguínea, principalmente no aparelho digestivo, que se beneficia muito com a ação; benéfico para refrescar e limpar o excesso de calor do fígado; tonifica o baço; atua movimentando o sistema linfático indolente.
De acordo com a Tradicional Medicina Chinesa, quando existe a condição de calor excessivo no fígado, ocorre a estagnação de energia que se acumula neste órgão e muito provavelmente, gera distensão abdominal, constipação e náuseas, podendo apresentar-se acompanhada de gosto amargo na boca e uma forte sensação de irritabilidade.

Segundo Gabriel Mojay, o Grapefruit vai ajudar e trazer alivio para estes sintomas por sua atuação de regular, refrescar, descongestionar o fígado e ativar a normalização do movimento dos intestinos.
Tem ação muito importante no que se refere a quebrar gorduras e eliminar o excesso de fluidos do corpo, sendo, portanto, um excelente óleo para tratar a celulite e colaborar no tratamento de perda de peso, em caso de obesidade; pode ser usado na drenagem linfática.
As pessoas com constituição interna quente e úmida têm grandes propensões de formar arteriosclerose e desenvolver hipertensão arterial.

Uso tradicional: de uso muito recente na prática da Aromaterapia, exerce significativa influência para o povo de Israel, que o tem usado para tratar muitas doenças comuns; neste sentido, o Grapefruit pode ser comparado ao uso da Lavanda como “cura tudo”, para os ingleses. O Grapefruit tem sido extensivamente utilizado para conferir sabor a bebidas, aromatizar sabonetes, detergentes e produtos de cuidados pessoais, ou seja, tem grande parte de sua produção voltada para fins comerciais, inclusive nos Estados Unidos, nas regiões da Florida e da Califórnia.
É um membro jovem da família dos cítricos, aquele que veio para promover leveza, frescor, prazer e jovialidade com prazer e alegria para as pessoas, que vivem nos dias de hoje uma vida mergulhada em compromissos estressantes, esquecendo-se de olhar para o mundo com um olhar mais lúdico e despojado.

Farmacologia - segundo Salvatore Battaglia:
Atividade anti-microbial testada em Cândida albicans, Aspergillus niger, (causador de doenças infecciosas pulmonar e cutânea), e Pseudomonas aeruginosa (também conhecida como Pseudomonas pyocyanea) é um bacilo gram-negativo, aeróbio, responsável por infecções oportunistas além de causar doenças como: Infecções urinárias e respiratórias, pode ser responsável por pneumonias, meningites e endocardites.


Usos e indicações: tem efeito muito positivo na limpeza e descongestionamento da pele oleosa e acneica; atua como tônico para a pele desvitalizada. Promove o crescimento capilar, principalmente quando a perda tem suas causas no estresse mental e físico.
Atua soberanamente na estimulação e desintoxicação do sistema linfático indolente, principalmente para pessoas que apresentem metabolismo lento. Nutre os tecidos das células e controla e regula o processo fluídico do corpo. Proporciona estímulo à produção da bile, principalmente após a ingestão de alimentos pesados e gordurosos, alimentos que, por bom senso, devem ser evitados pelos que tem um trabalho metabólico demorado.
Tem efeito equilibrador no sistema digestivo; em situações de depressão, pode ser estimulante do apetite.
Estimulante do sistema imunológico, em casos de gripes e resfriados freqüentes, causados pelo estresse físico e mental; trata a dor de cabeça causada por tensão nervosa e mental.
Assim como a Laranja, a Bergamota e o Mandarim, este é também um óleo muito indicado para tratar a depressão causada pela “falta de luz solar”, ocorrência que pode surgir principalmente na estação do inverno.

No nível emocional: atua como equilibrador do estresse, liberando tensão, frustração, irritabilidade e freqüente alteração de humor.

Segundo Gabriel Mojay, este óleo é perfeito para pessoas que quando se encontram sob pressão ou muito tensas, recorrem à comida como solução de conforto, para poderem enfrentar as dificuldades emocionais.
Diz mais ainda, que estas pessoas apresentam um alto grau de expectativas na vida, nas pessoas, e em si mesmas. Em qualquer momento da vida a realidade pode falhar e não corresponder às expectativas para seus objetivos e desejos - neste momento, então, a pessoa irá se sentir que foi traída ou prejudicada pelos outros - tendem a reagir com raiva, culpa e auto-criticismo.
Neste caso a indulgência é a primeira e única saída que ela sabe ter que pode se dar através da comida ou da bebida, especialmente doces, chocolates e biscoitinhos doces. Pode ser que exista dentro desta pessoa uma “criança interior”, que pode ter sofrido muitas criticas e ou foi bastante envergonhada por outras pessoas próximas, ou amigos.

Essencialmente, a ação do Grapefruit age limpando, clareando e refrescando estes sentimentos pesados que freqüentemente vêm acompanhados de raiva e muito desapontamento.
Atua eliminando a necessidade de satisfazer a fome imediatamente e a freqüente ansiedade por sentir-se saciado. Traz luz para o espírito, aquece a alma, limpa a psique e o corpo de componentes pesados, impregnados com substâncias ruins, no nível físico e metafísico.

Influência do aroma: liberdade, frescor, leveza, movimento, sentimento de autovalorização e alegria genuína de viver a vida, com mais descontração e maior encantamento. Este é o óleo que irá levar as pessoas a se libertarem de amarras pesadas e restritivas ao verdadeiro paraíso, ao seu paraíso pessoal iluminado e vívido.

Cuidados e precauções: por seu efeito fotossensibilizante, deve se manter muito cuidado ao usar no corpo; após drenagem linfática, orienta-se não se expor ao sol, por um período de três dias.

fone 19-3231-1394
Campinas SP


Texto: Vera O´Neill
Livro:  The Complete Guide To Aromatherapy by Salvatore Battaglia
Livro: Aromatherapy for Healing the Spirit: A Guide to Restoring Emotional and Mental Balance Through Essential Oils (Alternative Health) by Gabriel Mojay








2 comentários:

Adriana disse...

Que legal,parabêns!!

gabriela disse...

muito legal! mas quem é Salvatore Battaglia que você se refere?